Outros Naturais

Outros suplementos e medicamentos naturais:

Outras substâncias de origem natural podem apresentar utilidade na promoção e recuperação da saúde humana e algumas são descritas de modo sucinto a seguir…

OBSERVAÇÃO 1: As informações desta página não se prestam às receitas ou prescrições médicas ou nutricionais e não devem ser utilizadas com esse objetivo.

OBSERVAÇÃO 2: Algumas das alegações referidas às substâncias descritas nesta relação não apresentam reconhecimento científico oficial e todo esse conteúdo deve ser visto com cautela.

Actea racemosa ou Acteia racemosa / Cimicífuga racemosa / Actaea racemosa: É uma planta, também conhecida como erva-de-são-cristóvão, que tem sido utilizada como auxiliar no tratamento da menopausa e também da tensão pré-menstrual…

Posologia: 50 a 100 mg ao dia.

Possui uma leve ação estrogênica e é utilizada como alternativa natural na terapia de reposição hormonal.

Actea faz parte da Matéria Médica Homeopática – MMH.

Aesculus hippocastanum / Castanha da Índia / Castanheiro da Índia: O castanheiro-da-índia é uma árvore cujo fruto é a castanha-da-índia, um fitoterápico utilizado na terapêutica da circulação sanguínea…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

É indicada como auxiliar no tratamento de insuficiência venosa, fragilidade capilar e varizes.

Aesculus Hippocastanum é uma planta integrante da Matéria Médica Homeopática – MMH.

Amora / Amora Negra / Morus nigra: É uma fruta…

Posologia: 100 a 300 mg ao dia.

Pode estar indicadas como auxiliar no tratamento de diabete mélito, dislipidemia, hepatopatia, alopécia, obstipação, tensão pré-menstrual ou TPM, menopausa e osteoporose.

A amora branca ou amora miura é uma variante da amora preta ou negra cujo nome científico é Morus nigra.

Cáscara sagrada / Rhamnus purshiana: É uma conífera…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Este fitoterápico tem sido utilizado como laxativo, digestivo e vermífugo.

Damiana / Turnera diffusa ou Turnera aphrodisiaca: É um arbusto da América Central e Caribe, uma planta medicinal também conhecida como chanana…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

É indicada na neurastenia sexual masculina e feminina, que estimula a imunidade.

Damiana integra a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Dioscorea villosa / Dioscorea quinata / Yam mexicano ou Cará: É o tubérculo de uma planta medicinal chamada de inhame selvagem…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Está indicado na reposição hormonal como um precursor da biossíntese de estrógenos e progesterona, útil no climatério, dismenorreia e tensão pré-menstrual.

Dioscorea villosa integra a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Echinacea purpurea / Equinácea: É um vegetal que tem propriedades antibacterianas, antivirais, imunoestimulantes, anti-inflamatórias e antioxidantes…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Atua como imunomodulador através de diversos mecanismos, sendo utilizado como preventivo e coadjuvante na terapia de resfriados e infecções do trato respiratório e urinário.

Echinacea compõe a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Espinheira-santa / Monteverdia truncata ou Maytenus ilicifolia: É um arbusto de jardim…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Vem sendo indicada em doenças pépticas e dermatológicas.

Tem ação tranquilizante.

Fucus / Fucus vesiculosus: É uma alga parda, sendo considerada um fitoterápico vegetal…

Posologia: 100 a 1.000 mg ao dia.

Estimula o metabolismo da glicose e dos lipídios, sendo indicado como adjuvante no tratamento da obesidade pelo aumento da taxa metabólica.

Diminui o estresse oxidativo causado pelos radicais livres, o que previne o dano das células, e promove uma melhora do sistema imunológico.

Ajuda a evitar o envelhecimento precoce e aumenta a síntese de colágeno, o que melhora a integridade da pele e das articulações.

Fucus integra a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Ginkgo biloba: É a folha de uma árvore de origem chinesa conhecida como árvore avenca (não confundir com avenca comum) que é chamada também de nogueira-do-japão…

Posologia: 50 a 200 mg ao dia.

Fitoterápico indicado como adjuvante no tratamento de transtornos funcionais do Sistema Nervoso Central (SNC), bem como em vertigens e zumbidos (tinnitus ou acúfenos) oriundos de distúrbios circulatórios, além de distúrbios circulatórios periféricos (claudicação intermitente) e insuficiência vascular cerebral.

Ginkgo biloba é um integrante da Matéria Médica Homeopática – MMH.

Ginseng / Panax ginseng: É uma planta em que se utiliza a raiz…

Posologia: 50 a 200 mg ao dia, podendo chegar a 500 mg diários.

Melhorar a concentração e pode auxiliar no desempenho intelectual, além de reduzir o estresse e diminuir o cansaço físico e mental.

É também um estimulante do sistema circulatório, além de apresentar propriedades anti-inflamatórias.

Possui as vitaminas B1, B2, B3 e B12 em sua composição, o que o torna útil na produção de células do sangue e na saúde do sistema nervoso.

O Ginseng está incluído na Matéria Médica Homeopática – MMH.

Hypericum / Hypericum perforatum / Hipérico / Hipericão: É uma planta medicinal conhecida também como erva-de-são-joão…

Posologia: 100 a 300 mg ao dia.

É um fitoterápico que pode ser útil no tratamento de ansiedade e depressão. A hipericina é considerada seu princípio ativo.

O Hypericum está incorporado na Matéria Médica Homeopática – MMH.

Isoflavona: As isoflavonas são compostos orgânicos naturais de origem vegetal que podem ser considerados fitoestrógenos…

Posologia: 100 a 300 mg ao dia.

Substância medicamentosa de origem sobretudo na soja (Glycine max), mas também no trevo-vermelho (Trifolium pratense) e na alfafa (Medicago sativa).

Kava ou Cava / Kava-kava / Kawa-kawa / Piper methysticum: É a raiz de uma planta das ilhas do Oceano Pacífico, onde kava ou kawa significa amargo ou azedo…

Posologia: 50 a 200 mg ao dia.

Em homeopatia pode ser utilizado também em “artrite deformante” e uretrites (Nilo Cairo).

Piper methysticum é integrante da Matéria Médica Homeopática – MMH.

Maca Peruana / Lepidium meyenii: É um vegetal crucífero da região andina do Peru em que o tubérculo tem conteúdo fitoquímico…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Contém vitaminas do complexo B e ômega 3.

Algumas das propriedades medicinais são a prevenção de doenças cardiovasculares, o auxílio no controle do colesterol e da hipertensão, além ajudar na prevenção do diabete mélito. Pode também ajudar na memória e no desempenho intelectual, auxiliando no aprendizado, bem como ser útil a reduzir os níveis de estresse e ansiedade.

Marapuama / Ptychopetalum olacoides ou muirapuama / muiratã / liriosma: É uma planta da região amazônica conhecida como “Viagra da Amazônia”, um cipó em que se utiliza a casca e a raiz, principalmente, mas também o lenho…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

É um energético que possui ação anti-reumática, afrodisíaca, antidiarreica e auxiliar na circulação sanguínea, melhorando a memória e a queda de cabelo. Além disso, aumenta a imunidade e disposição, diminuindo a fadiga. Está bem indicada na andropausa.

Marapuama compõe a Matéria Médica Homeopática – MMH com esse nome ou chamada de Acanthes virilis, estando indicada na neurastenia sexual, esgotamento físico e mental, no reumatismo e nas paralisias parciais (paresias).

Óleo de coco / Cocos nucifera: É chamado também de azeite de coco ou manteiga de coco, o coco é uma fruta…

Posologia: 100 a 1.000 mg ao dia.

É uma importante fonte de vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K. Pode ser considerado um termogênico.

Ora-pro-nobis / Pereskia aculeata: É uma planta cactácea com conteúdo significativo de ferro, proteínas e vitamina C…

Posologia: 100 a 250 mg ao dia.

É indicada na desnutrição e anemia, auxiliando no emagrecimento e na desintoxicação.

Passiflora incarnata: É uma planta da família do maracujá, chamada também de flor-da-paixão…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

É indicada no tratamento de ansiedade, insônia e em algumas histerias ou somatizações, além das condições relacionadas ao estresse, como no caso da hipertensão arterial sistêmica.

A Passiflora incarnata é integrante da Matéria Médica Homeopática – MMH.

Tribulus terrestris: É uma planta rasteira originária da Índia, que é considerada erva daninha de regiões quentes, temperadas e tropicais do sul da Europa e sul da Ásia, além de África e Austrália. Esse vegetal é chamado também de videira da punctura ou abrolhos, o que significa “abre os olhos”…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Tem como princípio ativo um hormônio não-esteroidal de origem vegetal que aumenta a testosterona e os níveis do hormônio luteinizante (LH).

Tribulus terrestris tem sido utilizado como afrodisíaco e no tratamento de disfunção erétil.

Valeriana officinalis: É um vegetal muito popular, conhecido também por “erva de São Jorge” e “erva dos gatos”, cuja raiz é utilizada em fitoterapia no tratamento de ansiedade e convulsões…

Posologia: 100 a 500 mg ao dia.

Tem propriedades sedativas e relaxantes, servindo como calmante natural e podendo ser utilizada contra a depressão e o estresse, é indicada também em reações histéricas e hiperatividade.

Na homeopatia, a valeriana em tintura-mãe (TM) ou em baixas diluições apresenta odor e sabor desagradável, de algo estragado.

Pode ainda ser útil em cãibras e convulsões (semelhante ao Cuprum homeopático).

Valeriana integra a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Zingiber / Gengibre / Zingiber officinale: Vegetal cujo caule subterrâneo é utilizado como especiaria na culinária desde a antiguidade…

Posologia de 100 a 300 mg ao dia.

Diversas indicações em transtornos digestivos, incluindo gastrite, flatulência, náuseas e vômitos, além de refluxo gastroesofágico.

É um antioxidante adjuvante na prevenção do câncer, com ação emagrecedora e anti-inflamatória, sendo útil no tratamento da pressão arterial e de outras doenças cardiovasculares, ademais de aliviar a sintomatologia musculoesquelética e poder ajudar na prevenção do diabete mélito.

Ocupa a última posição da Matéria Médica de Nilo Cairo, que o indica nas menorragias e metrorragias, bem como na asma e na bronquite.

Tem utilidades na terapêutica das dismenorreias.

Zingiber compõe a Matéria Médica Homeopática – MMH.

Dr. Paulo Venturelli